Como surgiu e como usar Bitcoin?

239
Falando especificamente sobre a definição, o Bitcoin é uma moeda, assim como o dólar ou o real, por exemplo.

Uma das principais diferenças é que ela é totalmente digital. Além disso, sua emissão não é controlada por um Banco Central. Essa moeda, na verdade, é produzida de maneira descentralizada através de milhares de computadores, mantidos por pessoas que fornecem seus equipamentos para criá-la, assim como registrar todas as transações realizadas.

Que o Bitcoin atualmente é um tipo de investimento com rápida valorização com certeza você já sabe, não é mesmo? Afinal, muito se fala sobre essa criptomoeda. No entanto, qual é a história dela? Em que ano ela surgiu? Caso não saiba responder às perguntas, não precisa se preocupar. Ao longo deste conteúdo será possível entender tudo isso e, o melhor, aprender como usar Bitcoin corretamente.

Ao contrário do que muitos pensam, o Bitcoin não é algo tão recente assim. Na verdade, ele foi criado ainda entre 2007 e 2008. É isso mesmo, mais de 10 anos atrás, momento em que o mundo enfrentava uma de suas maiores crises econômicas.

De qualquer forma, foi apenas no começo de 2009 que as primeiras transações com a moeda virtual começaram de fato a acontecer. Inclusive, foi durante esse ano também que a primeira e a segunda versão da criptomoeda, o Bitcoin 0.1 e 0.2, foram lançadas.

Como deu para perceber, portanto, a história da moeda virtual é longa e por isso é fundamental entender cada detalhe importante a fim de saber como usar Bitcoin da melhor forma possível. Está preparado? Então vamos lá!

Como surgiu o Bitcoin?

Durante muito tempo, a criptografia foi um assunto bastante restrito ao ambiente militar de guerra e de espionagem. Antes dos anos 70, praticamente ninguém sabia exatamente o que acontecia sobre este assunto, somente aquelas pessoas que estavam imersas nele. Duas publicações importantes acabaram mostrando ao público algumas informações a respeito do assunto “criptografia” durante a década de 70.

 

criptografia
criptografia

 

A primeira delas foi de autoria do governo dos EUA e ficou conhecida como Data Encryption Standard. Por sua vez, a segunda, chamada New Directions in Cryptography, foi publicada pelo Dr Martin Hellman em parceria com os Doutores Whitfield Diffie.

Contudo, uma das publicações mais importantes de todas aconteceu apenas nos anos 80. O artigo Security without Identification foi o responsável por fornecer, anos depois, as primeiras diretrizes para a criação de uma moeda virtual capaz de ser enviada anonimamente entre as pessoas.

Após essa publicação em específico, pesquisadores foram se aprofundando cada vez mais no assunto de criptografia, até que em 1998, um grupo de desenvolvedores e pesquisadores de San Francisco, nos EUA, conhecidos como cyberpunks, uniu-se com o objetivo de entender de que forma a criptografia poderia ajudar a sociedade, contendo as medidas totalitárias dos governos da época e garantindo privacidade nas transações.

Através de todos os estudos e com o avanço tecnológico e criptográfico cada vez maior, Satoshi Nakamoto (um dos cyberpunks), em 2008, publicou um texto muito importante, conhecido como “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System”, a partir do qual o Bitcoin finalmente foi criado.

Quem é Satoshi Nakamoto?

É importante ressaltar que o nome Satoshi Nakamoto foi um pseudônimo criado para assinar o documento mencionado acima, porém a verdadeira identidade da pessoa que escreveu o texto nunca foi descoberta – é possível até mesmo que um grupo de pessoas tenha escrito o documento.

 

avatar

 

Várias teorias já foram formuladas a respeito do assunto, mas nenhuma delas foi comprovada de fato. Por isso, a única confirmação é que essa pessoa – ou pessoas – era um cyberpunk.

O crescimento do Bitcoin

Conforme explicado antes, apesar de ter sido criado em 2008, as primeiras transações com a criptomoeda começaram a acontecer apenas em 2009, ano em que foram lançadas as versões 0.1 e 0.2 do Bitcoin. No entanto, foi na metade de 2010 que a nova criação começou a ganhar força e evoluir, principalmente por conta do lançamento do Bitcoin 0.3.

 

crescimento do bitcoin
Crescimento do Bitcoin

 

Para se ter uma ideia, no mês de novembro daquele ano, o valor total negociado foi maior do que um milhão de dólares. Ainda em 2010, foi desenvolvido o primeiro aplicativo capaz de permitir transações em mobile, conhecido como Bitcoind.

Em 2013, o crescimento da criptomoeda foi ainda maior devido ao lançamento da versão 0.8. Por conta disso, o valor do mercado naquele ano ultrapassou US$ 1 bilhão.

Mas, afinal, o que é Bitcoin?

Agora que você já entendeu detalhadamente como surgiu a criptomoeda, chegou a hora de saber de fato o que ela é para depois descobrir como usar Bitcoin. Falando especificamente sobre a definição, o Bitcoin é uma moeda, assim como o dólar ou o real, por exemplo.

Uma das principais diferenças é que ela é totalmente digital. Além disso, sua emissão não é controlada por um Banco Central. Essa moeda, na verdade, é produzida de maneira descentralizada através de milhares de computadores, mantidos por pessoas que fornecem seus equipamentos para criá-la, assim como registrar todas as transações realizadas.

 

moeda digital
Moeda Digital

 

Em outras palavras, o Bitcoin é uma moeda digital que permite tanto o envio quanto o recebimento de valores sem limitações territoriais ou de quantidade. Tudo isso sem a necessidade de passar por intermédio de terceiros, como é o caso de bancos, grandes corporações ou governos.

Vale ressaltar ainda que o Bitcoin foi a primeira criptomoeda do mundo e funciona desde a sua criação sem nenhuma interrupção, tendo como base uma rede descentralizada muito segura chamada Blockchain, ou simplesmente “cadeia de blocos” – um registro compartilhado permanentemente entre todos os usuários.

Outra informação importante é que o Bitcoin utiliza um protocolo muito seguro de criptografia, capaz de garantir a sua confiabilidade, velocidade e, principalmente, autenticidade. Também existe a Bitcoin Foundation, uma empresa cuja responsabilidade é monitorar e regular os mercados da criptomoeda ao redor do mundo.

Em relação ao valor de um Bitcoin, é importante deixar claro que ele varia de acordo com cada país e também todos os dias, além de poder ser negociado livremente entre as pessoas que compram e vendem a moeda digital.

Mas, então, como usar Bitcoin? Finalmente chegou a hora de descobrir isso. Continue acompanhando para saber mais.

Como usar Bitcoin?

Antes de entender de fato como usar Bitcoin, você precisa ter em mente que todas as transações realizadas, tanto de entrada quanto de saída, são registradas na cadeia de blocos que já foi mencionada acima. Todos esses registros mostram o usuário, a transação que ele realizou, para onde, o dia e o horário que os valores foram transacionados.

No entanto, como são milhares de usuários que fazem o mesmo tipo de transação todos os dias, os registros são armazenados em blocos. Dessa forma, a cada 10 minutos em média é emitido um novo bloco para armazenar as novas transações realizadas. Assim que for fechado, ele se liga ao anterior e, com isso, ocorre a formação de uma cadeira de blocos, todos dependentes um do outro.

 

como usar bitcoin
Cadeira de blocos Bitcoins

 

Isso garante a segurança de todo o sistema e também mostra que todas as transações que você realizar serão registradas, inclusive quando usar o Bitcoin para pagar algo que comprou.

Com o crescimento cada vez maior e o aumento da popularidade do Bitcoin, hoje ele já é aceito em diversos estabelecimentos comerciais. Portanto, se você estava na dúvida de como usar Bitcoin, saiba desde já que pode inclusive pagar o seu almoço com ele, desde que o restaurante ou a lanchonete aceite essa forma de pagamento, é claro.

Geralmente, são os estabelecimentos das grandes cidades que mais aceitam o Bitcoin. Porém, agora até mesmo alguns sites, ou seja, lojas virtuais, também estão começando a inserir essa nova possibilidade de pagamento.

Levando isso em consideração, além de ser uma forma de investimento, existe sim a opção de usar seus Bitcoins para comprar produtos ou serviços.

 

utilizar bitcoin
Utilizar Bitcoin

 

Na hora de utilizar o Bitcoin, um código é gerado, o qual pode ser considerado uma assinatura digital e é denominado “hash”. Então, esse código será verificado e dentro de alguns minutos a transação é ou não aprovada e incorporada ao Blockchain.

A tendência é que cada vez mais lugares disponibilizem essa forma de pagamento aos clientes, já que as chances de ela se popularizar são realmente grandes. Pensando nisso, veja a seguir como adquirir essa moeda digital.

Como comprar Bitcoin

Nos dias de hoje, existem três formas diferentes de adquirir Bitcoin: mineração, exchanges e P2P. Falando assim fica um pouco difícil de entender o que significa cada uma delas, não é mesmo? É exatamente por isso que logo abaixo você entenderá em detalhes como funciona essas maneiras de adquirir para depois saber ao certo como usar Bitcoin – não se esqueça de que qualquer pessoa pode comprar, certo?

Preste bastante a atenção e depois escolha a forma que for viável para o seu caso em específico. O importante mesmo é conseguir Bitcoins para poder utilizá-los.

Mineração

Para começar, uma das maneiras mais conhecidas de adquirir Bitcoins é chamada de mineração. Já ouviu falar sobre isso? Ao contrário do dinheiro impresso tão comum, o Bitcoin não é criado, ele é descoberto, e a mineração é utilizada com esse objetivo. Entretanto, para isso é preciso ter um computador próprio para essa tarefa, assim como conceder todo poder operacional dele à rede.

 

máquinas mineração
Máquinas Mineração

 

Por conta da dificuldade presente no processo, não é possível atualmente fazer a mineração em um computador comum, precisa ser um de alto processamento e com um poder computacional muito grande. No geral, o papel dessas máquinas é encontrar uma sequência que torne um bloco de transações de Bitcoin compatível com o anterior.

Para isso, o computador tem que efetuar milhares de cálculos por segundo a fim de encontrar a combinação perfeita. Não é à toa, portanto, que ele precisa ser muito potente.

Assim que conseguir encontrar a sequência compatível, o minerador recebe uma recompensa no formato de Bitcoins. Vale ressaltar que essa recompensa surge após cada bloco minerado, certo?

Com base em todas essas informações, para utilizar a mineração como maneira de adquirir Bitcoins é preciso realizar um investimento e se aprofundar de fato no assunto.

Exchanges

A segunda forma de conseguir as moedas digitais, muito mais simples, é por meio de exchanges, ou seja, corretoras que trocam o seu dinheiro (euro, dólar, real, e assim por diante) por Bitcoins.

Geralmente, essas exchanges são sites que reúnem vendedores e compradores em um ambiente seguro. É importante deixar claro que nesses casos as trocas são realizadas de maneira rápida e o meio de pagamento é o Real.

 

exchanges
Exchanges

 

P2P

Por sua vez, a terceira e última opção é bastante parecida com as exchanges, no entanto, um pouco menos segura. Através do comércio P2P, também conhecido como peer-to-peer ou ponta a ponta, é possível negociar a compra de Bitcoins diretamente com alguém que possui essa moeda.

 

p2p
P2P

 

Assim, você troca o seu dinheiro pela criptomoeda, da mesma forma que faria nas corretoras. O grande problema é que não existe nenhuma garantia de que a pessoa irá realmente enviar o Bitcoin depois de você ter enviado o dinheiro, por isso não é algo tão seguro.

Apesar disso, é uma das maneiras mais anônimas de realizar a compra.

Caso prefira realizar a compra dessa forma, não se esqueça de encontrar alguém de confiança antes de qualquer coisa, certo? Infelizmente são bastante comuns golpes nesses tipos de transações.

Tome cuidado na hora de adquirir Bitcoin

Independente da opção que você escolher para comprar Bitcoin, tenha sempre em mente que assim como em qualquer outro tipo de investimento financeiro, no universo dos Bitcoins também existem pessoas mal intencionadas que estão sempre querendo tirar vantagem de quem não possui ainda tanto conhecimento no assunto.

Foi exatamente por isso que ao longo deste artigo você conseguiu conferir várias informações a respeito das criptomoedas, e não apenas como usar Bitcoin. Mas, apesar disso, não deixe de estudar e de pesquisar bastante sobre esse universo e todo o mercado financeiro antes de realizar qualquer transação, essa é uma dica muito importante.

 

cuidados adquirir bitcoin
Cuidados ao Adquirir Bitcoin

 

Sempre que se deparar, por exemplo, com ofertas mirabolantes, desconfie. Normalmente elas não dizem respeito realmente às moedas digitais, e sim a pirâmides invertidas, por isso é fundamental estar atento.

Conseguiu entender como surgiu, o que é, quais são as formas de comprar e como usar Bitcoin? Como deu para perceber, esse universo e todo o sistema financeiro envolvem muitos detalhes e entender cada um deles é fundamental antes de qualquer coisa, principalmente para não cair em nenhum golpe. Se tiver alguma dúvida sobre o assunto, é só deixar aqui nos comentários para que possamos te ajudar da melhor forma possível.

Comentários estão fechados.